Refis é pauta de reunião da AGR com sindicato do transporte de fretamento turístico



No encontro, entidade reforça parceria para a divulgação do programa e sensibilização de associados para aproveitarem oportunidade de negociação de dívidas oriundas de multas em atraso junto à agência

O presidente da AGR, Wagner Oliveira Gomes, recebeu, nesta quarta-feira (11/01), o presidente do Sindicato das Empresas de Ônibus de Fretamento Turístico do Estado de Goiás, Antônio Vieira, e outros dirigentes da entidade. Durante o encontro, eles conversaram sobre o programa de incentivo à regularização fiscal (Refis), que oferece vantagens para as empresas e pessoas físicas que fazem o transporte de passageiros no estado de Goiás negociarem ou renegociarem suas dívidas junto à agência reguladora. 

Por integrar cerca de 300 operadores do setor de transporte de fretamento para o turismo, a entidade se dispôs a ser parceira da AGR na divulgação e sensibilização dos empresários associados para a oportunidade de aderir ao programa e começar o ano com novas perspectivas de negócios, inclusive ampliando suas atividades no mercado goiano. O sindicato tem canal direto com os empresários e se comprometeu a divulgar as facilidades do Refis nos seus grupos de whatsApp e outros canais. 

Durante o encontro, o presidente da AGR agradeceu a disposição dos dirigentes em ajudar a ampliar o alance do Refis e destacou a necessidade dos prestadores de serviços de transporte de fretamento conhecerem bem as normas que regem o setor. Wagner Gomes sugeriu, inclusive, que a entidade avaliasse a possibilidade de se valer de um assessoramento específico para a área de regulação, com orientação a todos os associados, o que, segundo destacou, eliminaria grande parte dos autos de infração aplicados por irregularidades na prestação desses serviços de fretamento para o turismo.

Wagner Gomes afirmou, ainda, que a AGR está inserindo tecnologia de informação nos processos de fiscalização do transporte de passageiros no estado de Goiás e que, em breve, o sistema estará num novo patamar, o que vai exigir das empresas o conhecimento pleno das resoluções normativas da agência reguladora em relação às atividades que o setor desempenha. Segundo ele, o setor de transporte já está se adequando, e o mesmo deverá ser feito pelo setor de fretamento. 
 
Ainda na reunião, o presidente da AGR ressaltou o papel do sindicato que, nos últimos meses, tem apresentado demandas dos seus associados que contribuíram para o aprimoramento de condutas e procedimentos na fiscalização nas estradas. “Vocês podem inclusive capitalizar isso, todos esses avanços, inclusive o próprio Refis, com todas essas facilidades e que é uma oportunidade ímpar, está aí para atender a demanda daqueles que querem se regularizar e poder desenvolver suas atividades de fretamento na legalidade”, disse Wagner Gomes.

Facilidades do Refis

As facilidades do Refis para quem quer regularizar a situação junto à AGR incluem 30% de desconto no valor principal dos débitos, redução de 100% nos juros de mora e redução de até 98% da multa moratória e da atualização monetária, além da possibilidade de pagamento em até 180 vezes, desde que a parcela seja de no mínimo R$ 200. 

Para negociar é fácil. O interessado pode entrar no site da AGR, agr.go.gov.br e fazer a simulação dos débitos e negociar pelo portal de serviços eletrônicos. Ou ligar para tirar dúvidas e negociar pelos telefones 62 3226 6430 ou 6433, enviar mensagem pelo WhatsApp 62 9 8156 8070. Quem preferir, pode ser atendido de forma presencial, na Avenida Goiás, 305, Ed. Visconde de Mauá, 3º andar, na Gerência de Finanças e Dívida Ativa.

Antônio Vieira estava acompanhado do seu assessor Weder Salgado Pereira (Weder Padin) e dos diretores Ronildo Pereira Gomes e Marcelo Santana Dias. Pela AGR, participaram da reunião os gerentes de Finanças e Dívida Ativa, Idelma Rodrigues, e de Transportes, Delano Pacheco, e o chefe de Gabinete, Thiago Nepomuceno. 

Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.