Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) empossa nova diretoria


Imagem: ANA


Presidente Marcelo Nunes de Oliveira participa da cerimônia que contou com a presença do ministro do Desenvolvimento, Daniel Ferreira. Nova diretora presidente, Verônica Sánchez da Cruz Rios fala de desafios e do compromisso de integrada e do sonho que é a universalização dos serviços de saneamento no País 

O presidente da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR), Marcelo Nunes de Oliveira, participou, nesta quarta-feira (04/05), em Brasília, da solenidade de posse da nova diretoria e do ouvidor-geral da Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANA). A cerimônia contou com a presença do ministro de Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira; do secretário nacional de Saneamento, Pedro Maranhão; e do senador Roberto Muniz, entre outros parlamentares, dirigentes e ex-dirigentes de agências nacionais e infranacionais. 

Foram empossados: Verônica Sánchez da Cruz Rios (diretora-presidente), Maurício Abijaodi Lopes de Vasconcellos, Ana Carolina Argolo Nascimento de Castro e Filipe de Mello Sampaio Cunha (diretoria colegiada) e Ricardo Medeiros de Andrade (primeiro ouvidor-geral). Verônica Rios destacou, em sua fala, que a ANA tem inúmeros desafios, seja na gestão dos recursos hídricos, seja na segurança de barragens, ou na edição de normas de referência para o saneamento básico. Mas ressaltou que os “desafios são também oportunidades para fazer mais, para fazer melhor, e para mostrar a relevância que a água tem como insumo estratégico para nosso País”.

Ela afirmou que os desafios não são só da ANA, são de todos. “É por isso que vou trabalhar pela conjunção de esforços entre a União, os estados e os municípios, de forma contínua, para que possamos debater os principais problemas, compartilhar as boas práticas e iniciativas e criar boas soluções para a gestão adequada dos recursos hídricos e promover o acesso aos serviços de saneamento para todos”, disse.

E continuou: “Conto com todos para construirmos uma agenda positiva para o saneamento básico no nosso País ao longo dos próximos anos. Nos primeiros dias, pude ter a dimensão do trabalho desta agência bem como do compromisso que terei pela frente para desenvolver nossas atribuições e contribuir para uma agência integrada e maior ainda”. Verônica também ressaltou a alta qualificação do corpo técnico da agência.

A nova diretora-presidente da ANA encerrou sua fala dizendo: “Sonho com o dia em que teremos na agência os dados coletados através dos indicadores mostrando que todos os brasileiros terão acesso à água e ao saneamento básico. E esse dia vai chegar”.

O ministro Daniel Ferreira afirmou, em seu discurso, que o País vive uma mudança de paradigmas com um governo que retomou obras inacabadas e respaldou o diálogo com o legislativo que resultou no novo marco do saneamento básico, que traz segurança jurídica e torna o setor atraente à iniciativa privada.

Falou em seguida dos esforços do governo federal na retomada e ampliação do maior projeto de infraestrutura da sua pasta, a transposição do rio São Francisco, apresentando detalhes das obras de recuperação no trecho norte e da construção dos três ramais constantes do projeto original e que haviam sido abandonados. Segundo observou, as novas intervenções na obra ampliarão o alcance para mais 20 milhões de pessoas. 

Presidente Marcelo Nunes de Oliveira com a nova diretora presidente da ANA, Verônica Rios

Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) – Governo de Goiás

Utilizamos cookies essenciais e tecnológicos semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.