AGR autua empresas por transporte irregular de passageiros


 Fiscais da AGR participaram da força-tarefa do Governo de Goiás para impedir aglomerações no feriado prolongado.

Durante o feriado prolongado, equipes intensificaram fiscalização nas regiões turísticas, constatando baixo fluxo de transportes por fretamento ocasional. O trabalho fez parte da força-tarefa do Governo do Estado para barrar a propagação do coronavírus

Os fiscais da Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos Estaduais (AGR), autuaram, durante a fiscalização nas rodovias de acesso às cidades turísticas no feriado prolongado, duas empresas de transporte interestadual que transportavam irregularmente passageiros de linhas intermunicipais. 

De acordo com o gerente de Transportes da AGR, Delano Pádua Pacheco, no geral foi tudo tranquilo nas rodovias, em relação ao transporte intermunicipal de passageiros. “Os fiscais constataram baixo fluxo de transporte por fretamento para o turismo e um grande número de veículos de passeio”, afirma o gerente, ao apresentar o balanço da operação. 

Segundo destaca, o maior número de registros foi feito pela equipe que trabalhou na região de Caldas Novas, onde foram realizadas 34 abordagens. No total, foram 57 abordagens feitas pelas três equipes que trabalharam em conjunto com a Polícia Rodoviária Estadual, tendo sido as demais em Pirenópolis (9 abordagens) e na região do Araguaia (14).   

Foi a partir de uma denúncia que os fiscais da AGR autuaram a empresa Rotas de Viação do Triângulo, no Terminal Rodoviário de Passageiros de Caldas Novas. A empresa transportava uma passageira de Goiânia a Caldas Novas na linha Goiânia - São Paulo.

Já a equipe que trabalhou na região do rio Araguaia autuou a empresa Real Maia pelo mesmo motivo, por transportar passageiros de Goiânia para Mozarlândia, Nova Crixás e São Miguel do Araguaia.

Em Pirenópolis, a equipe da AGR trabalhou na barreira sanitária à entrada da cidade e no Ponto de Apoio ao Turista, em conjunto com a Secretaria de Turismo e a Polícia Rodoviária Estadual. Nenhuma irregularidade foi constatada no transporte realizado durante a operação com destino à cidade turística.

A Ouvidoria Setorial da AGR, por sua vez, atendeu a apenas uma reclamação relativa a transporte de passageiro, na tarde de sexta-feira, sobre um ônibus quebrado, na linha de Jataí com destino à capital. A Ouvidoria tomou todas as providências necessárias para que a empresa fizesse o atendimento aos passageiros. 

Fotos: AGR